Pagamento cashless e o programa de incentivo do governo japonês


Atualmente o Japão vem incentivando o uso do pagamento sem dinheiro físico, conhecido como pagamento “cashless” pelos japoneses.

Desde outubro de 2019, o governo está distribuindo aos usuários de pagamento cashless incentivos de até 5% do valor das compras feitas nas lojas conveniadas.

Eu por exemplo, já recebi um retorno de ¥2.273 desde o início do incentivo e não precisei fazer nenhum tipo de pedido ou cadastro.
A única coisa que fiz foi efetuar meus pagamentos diários com o cartão de crédito ou aplicativo.

Talvez você ache que o valor de retorno não é considerável, mas tome um pouco do seu tempo para refletir sobre o assunto. Imagine só se a metade dos 211 mil brasileiros residentes no Japão*¹ recebessem o mesmo valor de incentivo que recebi.
A comunidade teria um estímulo de mais de 232 milhões de ienes..!!

A única coisa que você precisa fazer é mudar seu hábito de pagamento.
Isso pode ser uma coisa assustadora para aqueles que não estão acostumados, mas com essa decisão do governo de incentivar, ou seja, distribuir o imposto que pagamos para toda a população do país, você não acha que valeria a pena tentar se adaptar ao novo sistema?

Aqui nesta postagem, apresentarei os diferentes tipos de pagamento cashless disponíveis atualmente no Japão.
Espero que o texto possa ajudar os brasileiros no Japão a entender melhor o sistema de pagamento cashless, e contribuir para que mais pessoas possam aproveitar este incentivo que o governo está nos oferecendo até o final de junho de 2020. 


Cartão de crédito

Exemplos: VISA, Mastercard, JCB, American Express, etc.

Vantagens

  •  O usuário recebe pontos de fidelidade de acordo com o valor pago
  • Os gastos são pagos posteriormente
  • Cartões internacionais podem ser utilizados no exterior
  • Oferece garantias e seguros
  • Serviços especiais aos usuários (tais como promoções, descontos em lojas específicas, uso de lounges em aeroportos, etc.)

Desvantagens

  • É preciso passar por avaliações de crédito para adquirir um
  • O usuário precisa saber administrar seus gastos adequadamente
  • É preciso digitar a senha ou assinar um comprovante ao utilizá-lo em pagamentos
  • Cobrança de anualidade (dependendo do cartão)

Cartão de débito

Exemplos: cartões “cash card” expedidos pelos bancos.

Vantagens

  • A maioria dos bancos oferecem o cartão sem cobrar taxas
  • Riscos menores de perder o controle dos gastos (o usuário pode gastar somente o que tem)

Desvantagens

  • O usuário não recebe nenhum tipo de retorno financeiro

Dinheiro eletrônico

Exemplos: Suica, Pasmo, WAON, nanaco, Rakuten Edy, au WALLET, etc.

Vantagens

  • Pagamento rápido
  • O usuário recebe pontos de fidelidade

Desvantagens

  • É preciso carregar o cartão antes de utilizá-lo
  • O número de lojas que aceitam esta forma de pagamento ainda não é muito grande

Aplicativos

(Pagamento através de código de barra ou código QR)
Exemplos: Paypay, LINE Pay, Rakuten Pay, au PAY, dBarai, etc.

Vantagens

  • Pagamento rápido
  • Oferece promoções exclusivas
  • Não é preciso carregar cartões
  • O usuário recebe pontos de fidelidade de acordo com o valor da compra

Desvantagens

  • É preciso transferir dinheiro ao aplicativo ou registrar um cartão de crédito para utilizá-lo
  • Só é possível utilizar através de smartphones e tablets


Para mais informações sobre o incentivo do pagamento cashless, visite o site oficial do programa de incentivo do governo:


Ministério da Justiça do Japão (27 de março de 2020)

Acompanhe-nos
no Facebook

Siga-me no Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.